Galeria do Rock

 
Galeria do Rock é um centro de compras localizado na cidade de São Paulo[1]. Foi fundada em 1963, com o nome de Shopping Center Grandes Galerias. Localizada entre a Rua 24 de Maio e o Largo do Paysandu, possui 450 estabelecimentos comerciais, com predominância para o comércio de produtos relacionados ao rock e outros estilos musicais. Bruce Dickinson (vocalista do Iron Maiden), Lily Allen, Kurt Cobain (ex-vocalista do Nirvana), Tarja Turunen (ex-vocalista do Nightwish) e bandas como Dream Theater, Rammstein, Paradise Lost e Sepultura, já visitaram o local[2].
A Galeria do Rock possui mais de 400 espaços comerciais, mais de 300 são lojas, sendo dividida em Hip-Hop no Subsolo, Skate e produtos mais populares no térreo, Rock nos Primeiro, Segundo e Terceiro Andares e Silk Screen e estamparias em geral nos terceiro e quarto andares. Possui também salas de tatuagens.
A galeria foi uma das locações da novela das sete da Rede Globo, Tempos Modernos, o que causou um aumento no fluxo de visitantes segundo os lojistas do centro de compras.



Historia:

A Galeria do Rock é um aglomerado de 450 estabelecimentos comerciais, sendo 190 dedicadas ao mundo do rock. São vendidos CDs, discos, vídeos, camisetas, acessórios, bandeiras, pôsteres e itens de decoração. Há também estúdios de piercing e tatuagem e sedes de fã-clubes, como o Magical Mystery Tour (Beatles), Sepultura, e Raul Seixas. Os outros são lojas de roupas, estabelecimentos de serigrafia, salões de cabeleireiros, oculistas, alfaiates, etc.

O prédio onde hoje se encontra a Galeria foi fundado em 1963, com o nome de Shopping Center Grandes Galerias, um centro comercial diversificado com lojas de serigrafia, salões de beleza, locais que realizavam consertos de TVs e outros.

No final dos anos 70, o edifício passou a começou a haver uma “invasão” de lojas de disco voltadas principalmente para o rock, comandada pela loja Baratos Afins, a primeira que se instalou por ali.

A cultura de rua e o hip hop também têm seu espaço no térreo e subsolo.
Projetada pelo arquiteto Alfredo Mathias, ele emprestou o seu excepcional talento em cada detalhe arquitetônico. Mathias também foi o responsável pelo projeto do conhecido Shopping Iguatemi, primeiro shopping Construído no Brasil e o majestoso Palácio Anchieta (onde se aloca a Câmara Municipal da Cidade de São Paulo), Portal do Morumbi entre outras dezenas de obras no País.

A Galeria do Rock chama a atenção pelo seu formato ondulado, inspirado no Copan. O edifício foi construído em 1963 e abrigava salões de beleza, lojas de serigrafia e assistências técnicas de aparelhos eletro-eletrônicos. Somente no final da década de 70, lojas de disco começaram a se instalar no local. Pelo grande número de estabelecimentos voltados para o público que gostava de rock, o Shopping Center Grandes Galerias foi apelidado de Galeria do Rock.

A galeria conta com 450 lojas e aproximadamente duzentas comercializam produtos relacionados ao mundo do rock. Além de vender CDs, discos, vídeos, camisetas e pôsteres, alguns estabelecimentos são estúdios de tatuagem e piercings. Nos últimos anos, o Hip Hop também conquistou seu espaço. Diversas lojas no térreo e no subsolo são dedicadas à cultura de rua.

Essa revitalização do espaço deve-se principalmente ao seu administrador e presidente do Instituto Cultural Antonio de Souza Neto (conhecido pela alcunha de ‘Toninho da Galeria’) que, diante das condições que enfrentou no início de sua gestão, foi qualificado de “Santo milagreiro” pela imprensa e pelos lojistas. Antonio que além de fotógrafo, jornalista e sociólogo, aplicou-se com obstinação em sua tarefa de remodelar e emprestar ao lugar o prestígio de que hoje desfruta. Hoje, o panorama é diferente: valorizada pela maravilhosa arquitetura original, 30 mil pessoas por dia circulam entre corredores limpos e com segurança.

 Me add no facebook: facebook.com/hiiper bj

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários: